quarta-feira, maio 24, 2006

Da felicidade...

Vivo feliz desde que me mostraram que a vida pode ser um grande sorriso. Já lá vão quase quatro anos. O amor transforma-nos em pessoas optimistas e obriga-nos a receber a frescura de cada manhã como se fosse a última. A felicidade nasceu no dia em que, resgatando-me a alma, me permitiram ser livre.

3 comentários:

frosado disse...

frosado disse...
Liberdade

Livre não sou
porque nem a própria natureza mo consente
mas a minha aguerrida teimosia
é quebrar dia após dia
cada grilhão da corrente.
(miguel torga)

5/24/2006 08:01:31 AM

luciana MELO disse...

Fátima, o Torga citado por ti foi tocante. Beijos.

frosado disse...

Obrigada luciana, gosto muito deste poeminha, que cito de cor, com muita frequência! Eu conhecia o Torga, vivo na cidade onde ele morava e exercia medicina!