segunda-feira, maio 22, 2006

Do medo...

Há livros que me descobrem tão intimamente que evito contar aos outros que os li. Dizer ‘eu li o livro x’ é para mim mais assustador do que nomear quem se deitou comigo ontem.

4 comentários:

frosado disse...

Com um grande beijo para o Vitor!

"Os melhores livros são aqueles que os leitores gostariam de ter escrito" Pascal

"Livro, discreto amigo, que sempre fala ou se cala conforme eu lho peça" Calderón de la Barca

"A virtude dum livro é que seja legível" Emerson

Um bom livro é aquele que se abre com esperança e se fecha com proveito" A. B. Alcoott

"Eu sou parte daquilo que li" jonh Kieran

Ficamos, hoje por aqui :)

luciana MELO disse...

Há uma cumplicidade carnal com algumas personagens, não é Vítor? Mais, com tudo que o livro nos oferece, é como se nos desnudassem sem nossa permissão e não nos assustássemos com essa intimidade.

Amélia disse...

Vítor:será que poderei colocar este seu post no meu blog -secção O prazer de ler ?

Vítor Leal Barros disse...

claro que sim amélia... :)