quarta-feira, janeiro 11, 2006

Confessionário (1)

Viver é não ter medo de arriscar-se.
Podemos ser miseravelmente infelizes, mas, oh, quando tocamos a felicidade somos inalcançáveis!
É preciso cuidar para que os cacos de vidros que deixamos pelos caminhos não machuquem, inadvertidamente, os pés de quem vem logo atrás e com isso não nos tirem a força de ser quem somos.
Há quem veja uma rosa em toda sua exuberância e o único comentário que terá, será: como tem espinhos, meu Deus!

Peter Llewelyn Davies: This is absurd. It's just a dog.

J.M. Barrie: Just a dog? Porthos dreams of being a bear, and you want to shatter those dreams by saying he's just a dog? What a horrible candle-snuffing word. That's like saying, "He can't climb that mountain, he's just a man", or "That's not a diamond, it's just a rock." Just.

“Quote” do filme Finding Neverland

2 comentários:

Vítor Leal Barros disse...

"Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura"...já dizia o poeta

luciana MELO disse...

Exato, meu amigo ;o)