terça-feira, janeiro 17, 2006

sublinhado (7)

"Abril de 1945. A minha unidade estava na Alemanha, fomos nós que libertámos Dachau. Trinta mil esqueletos que ainda respiravam. Você viu as fotos, mas as fotos não nos dizem como é que era aquilo. Um tipo tem de lá estar e de cheirar aquilo com o seu próprio nariz, tem de lá estar e tocar naquilo com as suas próprias mãos. Seres humanos fizeram aquilo a outros seres humanos, e fizeram-no de um modo perfeitamente consciente. Esse foi o fim da humanidade, Sr. Bons Sapatos. Deus desviou os seus olhos de nós e abandonou o mundo para todo o sempre. E eu estava lá para testemunhar aquilo." (págs. 80 e 81)
A Noite do Oráculo (Asa), Paul Auster

2 comentários:

frosado disse...

Tenho que ler este tb. Já li uma data deles deste autor, mas este ainda não li, mas despertaste-me a curiosidade.

CeciLia disse...

Que texto forte, hein, Vitor? Preciso ler este livro todo. Toca-me sobremaneira a parte onde ele fala que Deus desviou os olhos dos homens...

Abraço